Ópera, rock e música eletrônica: três noites na Amazônia

Oi pessoal,

Acompanharam nossas redes sociais nos últimos dias? O Fuja do Óbvio foi para Manaus conhecer esse lugar tão incrível e que, por si só, já é uma grande fugida do óbvio.

Hoje, vamos contar como foram as noites por lá. A cultura da Amazônia é tão rica que poderíamos ter passado um mês na região e ainda teríamos deixado de conhecer muita coisa. Mas, em três noites, vimos uma variedade de estilos que impressionou.

photo_2018-06-03_15-14-21

Começamos na ópera! O Teatro Amazonas é um dos ícones da cidade, com uma localização privilegiada e uma arquitetura de encher os olhos. Tiramos a foto acima durante o dia, com o sol nos presenteando. Já de noite, como mostra a foto abaixo, a iluminação deixa o local ainda mais charmoso.

photo_2018-06-03_15-14-18.jpg

Tivemos a sorte de assistir ao espetáculo ‘Kawah Ijen – Vulcão Azul’, que foi a última atração do ‘21º Festival AM de Ópera’. A obra conta a história de um holandês chamado Van Roory, dono de uma mineração de enxofre na Indonésia, que vende sua alma à deusa do vulcão, Roro, para conseguir riqueza e conforto. São quase 3 horas de música de muita qualidade.

photo_2018-06-03_15-14-28

Já na segunda noite, seguimos as dicas dos nativos e fomos conhecer o Porão do Alemão, que é um tradicional bar de rock da cidade. Esse lugar valeria um post inteiro, de tão bom que é. Primeiro pelo preço: a entrada até as 22h é gratuita e a Budweiser long neck é double. Além disso, várias porções têm 50% de desconto. O pastel de camarão com requeijão é animal!

Recomendamos!

Depois das 22h, veio a melhor parte! A banda Oblivion apresentou 2 horas de muito rock nacional e internacional. Com energia e talento, mostraram que Manaus tem muito a oferecer. E para todos os gostos.

Se você gostou desse trecho e quer saber mais sobre o trabalho da banda, é só segui-los no Instagram @oblivion_manaus.

E para fechar as noites na Amazônia, curtimos uma energia diferente na balada flutuante Sun Paradise, com muita música eletrônica e direito a um por-do-sol de tirar o fôlego. Apesar de serem baladas, esses restaurantes flutuantes de Manaus funcionam o dia todo, com opções para todos os gostos, desde o mais tranquilo até os mais agitados.

photo_2018-06-03_15-14-43.jpg

Lá, você pode nadar no rio e voltar para o flutuante para comer, beber e curtir um som. É um dos principais pontos de encontro dos manauaras e reúne variadas tribos. Vale a experiência!

E assim foram três noites na Amazônia, com ópera, rock e balada. Em breve, publicaremos um conteúdo especial, com todos os detalhes dos roteiros fora do óbvio e um guia para quem quiser conhecer essa região incrível.

Se quiser ficar por dentro de nossas notícias e dicas, é só preencher o formulário abaixo. No campo “WhatsApp”, não esquece do código (XX 9XXXX-XXXX).

Abraço e vamos fugir!

 

 

Anúncios

3 comentários sobre “Ópera, rock e música eletrônica: três noites na Amazônia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s